Buscar

Parceria entre NAVBio e HUBITTAT promove o audiovisual como recurso integrador de saberes

Atualizado: 14 de Nov de 2019

O Núcleo de Audiovisual da Biologia (NAVBio), projeto de extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), lançou seu primeiro trabalho nesta quinta-feira (7). A série de vídeos “Monitorando Quintais”, produzida em parceria com o HUBITTAT, STE - Serviços Técnicos de Engenharia S.A. e Rastro - Ecologia Criativa tem três episódios e compartilha o monitoramento de macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores da qualidade das águas em obras de infraestrutura e os estudos desenvolvidos no Laboratório de Ecologia Independente da STE. O objetivo principal do projeto é oferecer conteúdo educativo sobre gestão ambiental para estudantes universitários, instituições e comunidade em geral, utilizando o audiovisual como ferramenta de divulgação e formação em inovação e ciência.

Na abertura do evento, o coordenador do NAVBio e do Núcleo de Ecologia de Rodovias e Ferrovias (Nerf) da UFRGS, Andreas Kindel contou sobre a iniciativa criada pelos próprios alunos como uma maneira de expandir a formação profissional e a divulgação científica, dando oportunidade aos “biólogos-artistas”. “A ideia era produzir material paradidático, utilizando o audiovisual como um elemento de provocação de discussões em sala de aula, colocando os alunos em um contexto mais amplo”, comentou Kindel. O coordenador ressaltou ainda que as relações institucionais diversas foram elementos muito importantes no processo e mencionou a riqueza de contribuições possíveis entre os participantes, que incluíam pessoas com diferentes formações, uma instituição pública de ensino (UFRGS), instituições privadas (parceiros) e um órgão licenciador (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama).


O coordenador do Núcleo de Licenciamento Ambiental do Ibama no Rio Grande do Sul, Mozart Lauxen, deu andamento ao encontro, apresentando o contexto do licenciamento e da gestão ambiental das obras de implantação e pavimentação da BR-285/RS/SC, empreendimento em que os estudos mostrados nos vídeos estão sendo realizados dentro do Programa de Monitoramento da Fauna - Biondicadores. Na sequência o coordenador de meio ambiente da STE e um dos fundadores do HUBITTAT, Adriano Panazzolo, compartilhou os aprendizados e desafios do processo de transição de uma visão empresarial pragmática pura para uma percepção que integra a sustentabilidade e a inovação às decisões, gerando resultados eficientes, mais responsabilidade com o dinheiro público e o devido cuidado socioambiental. “O HUBITTAT quer estimular novas ideias a partir da diversidade e da troca, como estamos fazendo aqui”, destaca Panazzolo.


Mesclando imagens e poesia, a estudante e integrante do NAVBio Júlia Sokolovsky contou sobre o processo de produção e “alfabetização audiovisual” e explicou o Núcleo de Audiovisual da Biologia como “um lugar de vazão da criatividade, da arte e dos sentimentos para comunicar o encantamento das ciências exatas”. A estudante também falou sobre a ampliação de seu olhar em contato com a iniciativa privada, ao conhecer de perto a realidade de uma obra, e comentou sobre a descoberta de caminhos possíveis entre visões de mundo diferentes.


Por fim, os presentes tiveram oportunidade de tirar dúvidas com a equipe produtora, dar sugestões para os próximos passos do projeto e debater a respeito do audiovisual como ferramenta educativa. “O vídeo não é o fim, o processo ensino-aprendizagem é o mais importante”, destacou Kindel.

#inovaçãoemeducação #inovaçãoaberta #audiovisual #biologia #oinors #hubittat #ste #ufrgs #navbio

Hubittat (home).png

​RUA SALDANHA DA GAMA, 225

HARMONIA

CANOAS/RS

(51) 3415.4073

© 2019 HUBITTAT. Todos os direitos reservados.