Buscar

HUBITTAT utiliza novas tecnologias para otimizar antigos serviços

Atualizado: 2 de Dez de 2020

Uma das principais razões para a criação de um laboratório de inovação dentro da STE – Serviços Técnicos de Engenharia foi a busca pelo desenvolvimento e o aprimoramento de soluções de maior qualidade, eficiência, confiabilidade, agilidade e economia de recursos nas áreas de infraestrutura, mobilidade e sustentabilidade.


Em um ano com tantos desafios e necessidades de adaptação, como tem sido o de 2020 com a pandemia de Covid-19, profissionais e parceiros envolvidos no HUBITTAT têm aproveitado para reverter os obstáculos associados às distâncias em produtos inovadores, que as encurtam e otimizam na prestação de serviços realizados tradicionalmente por alguns métodos já ultrapassados. As novidades têm eliminado tarefas e esforços desnecessários e transformado dados – ainda mais precisos – em informação estratégica, permitindo que o investimento de tempo se volte para análises fundamentadas e para a tomada assertiva de decisões.


Gestão Ambiental e Elaboração de Estudos e Planos Por meio da utilização de sistemas de informação geográfica, de Business Intelligence (inteligência de negócios) e de recursos de modelagem de dados, estão sendo automatizadas etapas, atividades e processos em serviços de Gestão Ambiental e na elaboração de Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), Estudos de Impacto Ambiental e Relatórios de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e Planos de Bacias Hidrográficas.

Equipes utilizam aplicativos de celular para registros em campo

Com a aplicação das ferramentas tecnológicas, é possível coletar, organizar, analisar e compartilhar informações georreferenciadas, além de monitorar a implantação de medidas, de maneira estruturada e sem a necessidade de buscar dados e resultados em plataformas diversas. Um exemplo prático é a utilização de modelagens geográficas que, com base na análise de diversos critérios, possibilitam a exploração dos traçados mais adequados a projetos de infraestrutura, bem como o ranqueamento entre eles para a definição do mais viável.


Na base do processo, as equipes de campo têm sido treinadas para utilizar tecnologias de última geração, mas de manuseio simples e didático. Em aplicativos de celular, inserem os registros de suas atividades, eliminando a necessidade de papéis, pranchetas, máquinas fotográficas e aparelhos de localização por GPS. Assim, campo (levantamento dos dados), escritório (análise) e cliente (tomada de decisão) são integrados em um mesmo ambiente, que recebe atualizações automáticas, dependendo apenas de acesso à internet, e gera painéis de indicadores de acordo com necessidades específicas e com identidade visual acessível.


Gerenciamento de Faixas de DomínioO imageamento com drone e as filmagens georreferenciadas por câmera GoPro são parte dos recursos que vêm sendo adotados na otimização dos serviços de Gestão Ambiental e que também têm trazido ganhos de produtividade, qualidade e economia no cadastro e gerenciamento de ativos e de intercorrências em faixas de domínio (FDs).


Os equipamentos geram informações atualizadas, detalhadas e com alta precisão, reduzindo tempo e despesas em levantamentos ou inspeções e possibilitando ainda a realização de atividades em locais de difícil acesso ou que apresentam riscos à vida humana. A análise das imagens coletadas é realizada com o uso de softwares específicos, integrando dados de inteligência geográfica e observações de vistorias dirigidas em campo. À medida que a base de dados e informações tem sido abastecida, a metodologia está sendo aprimorada.

Imagens georreferenciadas são analisadas e permitem um melhor gerenciamento de faixas de domínio

Ao possibilitar o cadastro georreferenciado de engenhos publicitários e acessos presentes nas FDs, o mecanismo facilita outras etapas do gerenciamento, como a regularização de uso, o monitoramento e a fiscalização. A maior eficiência na gestão resulta em mais segurança para os usuários e moradores lindeiros, seja pelas condições adequadas de tráfego, seja pelo impedimento da ocupação desordenada e irregular de áreas adjacentes às rodovias, além de gerar recursos para as devidas manutenções e expansão da malha viária.


O próximo passo em estudo é a utilização de inteligência artificial para realizar os mapeamentos de forma automatizada.


Gestão de Ativos de Iluminação Pública Ao assinar o contrato de parceria público-privada (PPP) com a prefeitura de Porto Alegre, para modernizar e operar a iluminação da capital gaúcha por 20 anos, a Concessionária IPSul – da qual a STE faz parte – assumiu o desafio de aumentar a eficiência energética e economizar energia elétrica. Desde setembro deste ano, mais de 100 mil pontos de iluminação estão recebendo lâmpadas de LED, mais eficientes e econômicas.

Novas metodologias possibilitarão mais segurança ao trabalho de medição da luminosidade de postes

Para ganhar em eficiência, qualidade e economia também nos processos, o HUBITTAT desenvolveu uma metodologia para cadastrar todos os postes remotamente, com pessoas trabalhando de vários lugares do país e do mundo, dispensando a necessidade de verificação de aproximadamente 60 informações in loco.


Outras metodologias estão sendo testadas para possibilitar a medição de luminosidade e a identificação de lâmpadas queimadas à distância utilizando drones. Tal instrumento garante maior segurança aos profissionais envolvidos nos serviços, agilidade na obtenção das informações e elimina etapas de trabalho desnecessárias que podem ser convertidas na aplicação de novas práticas de cidades inteligentes.


#inovação #inovaçãoaberta #hubittat #ste #gestãoambiental #faixadedomínio #iluminaçãopública

Hubittat (home).png

​RUA SALDANHA DA GAMA, 225

HARMONIA

CANOAS/RS

(51) 3415.4073

© 2019 HUBITTAT. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco